Quase 100 estudantes foram assassinados em El Salvador nos últimos sete meses
18-Ago-2011
ADITAL

A Polícia Nacional Civil (PNC) de El Salvador divulgou um relatório na última terça-feira (16), no qual aponta os números de mortes de jovens e estudantes em diversas partes do país. Segundo as estatísticas policiais, entre janeiro e julho de 2011 foram registrados 97 crimes de estudantes. Somente em julho, foram 22 alunos assassinados.

Para a PNC, as execuções não têm origem na condição de ser estudante, mas sim no vínculo dos alunos com as quadrilhas. Algumas possibilidades de motivação, de acordo com investigações da Polícia, seriam as desavenças dos jovens com algum membro das quadrilhas. Em outros casos, o próprio jovem seria membro de gangues.

Em outra recente investigação policial, observou-se que uma média de três estudantes de diferentes centros educativos foram detidos por delitos no primeiro semestre deste ano. As cifras assinalam 454 estudantes vinculados a atos ilícitos, como homicídios, que registrou 26 casos; 59 delitos de posse de drogas e 49 jovens detidos por extorsão.

A polícia investiga a escola como um espaço propício ao recrutamento de jovens. De acordo com o Ministério de Educação (Mined), foram identificadas escolas infiltradas por quadrilhas. Por orientação do Mined, entretanto, as mortes de jovens inscritos no sistema educativo serão tratadas como problema social e não da escola em si.

Violência em geral
O relatório da Polícia Nacional Civil (PNC) de El Salvador destacou também um aumento nos casos de homicídio geral de janeiro a julho, em comparação ao mesmo período do ano passado. No total, foram 2 mil 654 casos de homicídios. De acordo com o governo, a maior parte da violência é verificada nos territórios dominados por quadrilhas ou gangues dirigidas ao narcotráfico. A luta pelo controle desses territórios levaria ao aumento dos casos de violência no país.

Segundo estatísticas da Unidade de Análises e Tratamento da Informação (UCATI) da PNC, as quadrilhas são responsáveis por 53% das mortes nesse período. El Salvador ocupa o posto de um dos países mais violentos do mundo. Dados de 2010 demonstram uma taxa de 71 de homicídios a cada 100 mil habitantes, quando a Organização Mundial de Saúde (OMS) já considera uma taxa de 10 como epidemia.

O relatório destaca os municípios de San Salvador, Santa Ana, Sonsonate, Ciudad Delgado, Izalco, Apopa, Armenia, San Miguel, Usulután, Colón e Tonacatepeque como os mais violentos no período considerado.
Com informações da imprensa local.

(Adital)

Comentários
Busca
Somente usuários registrados podem comentar!

3.26 Copyright (C) 2008 Compojoom.com / Copyright (C) 2007 Alain Georgette / Copyright (C) 2006 Frantisek Hliva. All rights reserved."