CORDEL SOBRE A EDUCAÇÃO PDF Imprimir E-mail
23-Nov-2010
Autor: Giordano da Silva
 
 
É um grande desafio
Ter nova realidade
Transformar cada escola
Num lugar de amizade
De respeito e tolerância
De alegria e confiança
Num exemplo pra cidade.
 
Num lugar de muita paz
E de grande união
Também de coerência
No discurso e na ação
De convivência feliz
Assim todo mundo diz:
É uma boa educação!
 
É muito bom quando o jovem
Reconhece seu valor
Não estraga sua vida
Cuida dela como amor
Vive na realidade
É alegre de verdade
É feliz aonde for.
 
Sua vida tem sentido
Não vive desanimado
Tem brilho no seu olhar
E está mais preparado
Pra enfrentar o futuro
No lazer e no estudo
É bem mais orientado.
 
Procura se proteger
De tudo que é ilegal
Não arrisca a sua vida
Com aquilo que é banal
Com prazeres passageiros
É esperto e bem ligeiro
Pra ficar longe do mal
 
O jovem inteligente
Nunca se deixa levar
Por alguma idéia louca
Que só vai prejudicar
Seu futuro, sua vida
Seus amigos, sua família
Prefere se preservar.
 
O estudante esforçado
Que procura aprender
Leva a sério o seu estudo
Tem vontade de crescer
Na vida e conhecimento
Investe em todo momento
Pra cada dia vencer.
 
É bom quando todo mundo
Fala bem da nossa escola
Quando vem resolver algo
É atendido na hora
É muito bem recebido
Resolve o que for preciso
E satisfeito vai embora.
 
Alunos mais educados
Que sabem bem controlar
Sentimentos e emoções
Não se deixam dominar
Têm bonitas atitudes
Demonstram grandes virtudes
Podemos admirar!
 
Quando os pais vêm á escola
Também são respeitadores
Procuram a secretaria,
Direção ou professores
Costumam ser educados
Não há casos complicados
Para os orientadores.
 
Almejamos uma escola
Com mais participação
Uma gestão democrática
Maior realização
Com um bom planejamento
Que reflita o pensamento
Do conjunto em ação.
 
Mais racionalidade
E menor burocracia
Unindo melhor a práxis
Com as boas teorias
E com mais inovação
Trazendo a transformação
Da nossa pedagogia.
 
A educação precisa
De uma revolução
Mas é preciso coragem
Pra colocar em ação
Um projeto mais ousado
Que produza resultado
E uma transformação.
 
Precisamos ter consciência
Da nossa realidade
Com postura ideológica
Mais responsabilidade
Formar cidadãos críticos
Traços bem característicos
Da nova sociedade.
 
A escola é um fórum
De debate e discussão
Onde todos tenham vez
De expor sua razão
De pensar, de sugerir
De falar, de decidir
Não é só execução.
 
Cada qual tem um papel
Com a mesma importância
Pensar a educação
Atuar com confiança
Com mais racionalidade
Construindo qualidade
Com muita perseverança.
 
Pois cada sujeito tem
Sua especificidade
Um é técnico, outro analista
Ou outra habilidade
Estudantes e professores
Os demais educadores
Nessa busca da verdade.
 
Buscar o conhecimento
Com muita disposição
Valorizando os outros
E também a sua ação
Com mais criatividade
E responsabilidade
Em prol da educação.
 
Ter um maior senso crítico
Aprender a refletir
Uma visão de conjunto
Que possa admitir
Novas possibilidades
De uma realidade
Que está a evoluir.
 
Imprimir mais qualidade
Na nossa educação
Inovar, aprimorar
Teoria e ação
Um projeto embasado
Na justiça e igualdade
E mais humanização.
 
A crise em todo o sistema
Que atinge a educação
É fruto do fingimento
Que tem mais repercussão
Discutem-se as aparências
Mas se esconde a essência
E há pouca solução.
 
O que de fato está faltando
É maior maturidade
De discutir as questões
Crucias da humanidade
Mais fácil escamotear
Fingir, fugir, desviar
Da nossa realidade.
 
É mais cômodo o ativismo
Sem refletir a ação
Remendar, fazer arranjos
Manter a situação
Não ousar, não inovar
Deixando de transformar
A nossa educação.
 
Uma escola burocrática
É mais funcionalidade
Falta vida, falta alma,
Falta chão, falta verdade
Então gente vira máquina
O logos não se destaca
Tudo é só formalidade.
 
 
 Autor: Giordano Silva
 
 
 
 
 
Proteção da criança contra a violência
 
 
No mundo que nós vivemos
Temos muitas coisas boas
Passeios e brincadeiras
Conversa com as pessoas
Convivência em família
Não é bom andar à toa.
 
Jogar bola, pular corda
Esconder-se e pedalar
Cabra cega, boizinho
Sempre sabendo brincar
Cuidando do coleguinha
Para não se machucar.
 
Tem o pato, pato ganso
Pula anjinho e encantado
Pique bandeira e pega-pega
Cada qual mais engraçado
Pula-pula e amarelinha
Que deixam a gente cansado.
 
Futebol, bola de gude
Estátua, batata frita
Meia lua, gato e rato
Brincadeiras tão bonitas
Queimada e mãe da rua
E outras que a gente grita.
 
Brincadeira de criança
É assim, bem engraçada
Em casa e na escola
No parquinho e na calçada
Com os pais ou professores
Sempre bem acompanhada.
 
Soltar pipa, saber onde
Pisar e olhar o chão,
Olhar os carros na pista
Não correr sem direção
O capim pode esconder
Perigoso buracão.
 
E nunca subir nos muros
Para não ser atacado
Por algum cão violento
Ou então ser alcançado
Por vidro ou ponta fina
No quintal ou no telhado.
 
Não usar o tal cerol
Pra não machucar alguém
Passar longe da cerca elétrica
Do risco que nela tem
Cuidado nunca é demais
Pois fique atento também.
 
Não ficar longe dos pais
Para ter a proteção
Quando for sair sem eles
Peça a sua permissão
Neles pode confiar
Não terá decepção.
 
E quando for para aula
Procurar não desviar
Do caminho do colégio
E a aula não matar.
Os caminhos isolados
Procurar sempre evitar.
 
Criança esperta já sabe
Que não deve se arriscar
Andar por ai, sozinha
Ou então se aventurar
Em dormir fora de casa
Sem seus pais a lhe olhar.
 
Tratar bem o desconhecido
Sendo bastante educado
Mas não aceitar convite
Para lugar isolado
Fale aos pais e aos professores
Se perceber algo errado.
 
Nunca aceitar presente
De alguém que não conhece
Não precisa andar com medo
Mas é bom ficar esperto
Viva feliz protegido
Toda criança merece.
 
Não mexer na energia
No fósforo ou no fogão
Nunca pegar em revólver
Não botar faca na mão
Para não se machucar
É essa orientação.
 
Não entrar em quintal estranho
Sem primeiro investigar
Se há um cachorro solto
Que possa lhe atacar
Não entre em piscina funda
Caso não souber nadar.
 
Com visinhos ou colegas
Nunca criar confusão
Não bater e não xingar
Também não dá beliscão
Não morder, não empurrar
Viva sempre em união.
 
Não passar pista correndo
Para não se arriscar
Andar com mais segurança
Sem pressa para chegar
Deixar o sinal abrir
E então, poder atravessar
 
Passar pela passarela
Ou na faixa de pedestre
Dá sinal com sua mão
Disso a gente não esquece
Nunca vá, lá no carona
Use o sinto e não se apresse.
 
E nunca andar de carro
Com motorista embriagado
E não deixar correr muito
Seja bem orientado
Acidente tem demais
Quem não quis ser avisado.
 
Se não tem 14 anos
Não vai poder trabalhar.
Criança com essa idade
Tem mesmo é que brincar
Sua maior ocupação
É todo dia estudar.
 
Se esforçar e aprender
Saber uma profissão
Para ter vida melhor
Do que teve até então.
E até ajudar aqueles
Em pior situação.
 
Toda criança educada
Ela sabe respeitar
Os pais e a todo mundo
Gosta de colaborar
Fala a verdade e leva a sério
Na hora de estudar
 
Toda criança feliz
Gosta muito de viver
Brinca, pula, corre e canta
Mas se esforça pra fazer
Suas lições da escola
Faz direito seu dever.
 
Toda criança tem direito
De crescer e de ser mais
Ter uma boa educação
Para se tornar capaz
De um bom desenvolvimento
Pra poder viver em paz.
 
 
 
.
Comentários
Busca
Somente usuários registrados podem comentar!

3.26 Copyright (C) 2008 Compojoom.com / Copyright (C) 2007 Alain Georgette / Copyright (C) 2006 Frantisek Hliva. All rights reserved."

 
< Anterior   Próximo >

Apoio